Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mitologia em Português

10 de Dezembro, 2020

A lenda de Kuchisake-onna

A lenda de Kuchisake-onna é japonesa, mas talvez seja tão actual hoje como no dia em que primeiro foi contada entre os nativos desse país. É um pouco difícil saber quando nasceu verdadeiramente, mas tem um aspecto cultural muitíssimo interessante, que até motiva esta publicação de hoje. Mas já lá iremos!

A lenda de Kuchisake-onna

Imagine-se que, nos dias de hoje, vamos pela rua fora e encontramos uma mulher como a da fotografia acima. Isso parece-nos completamente normal, face à situação actual do Covid-19, mas ao mesmo tempo é uma espécie de tradição cultural japonesa, que as pessoas que estão constipadas utilizem esse tipo de máscara para protegerem os outros (infelizmente, é uma moda que nunca pegou em Portugal - talvez venha a ser instituída no futuro?). E, nesse sentido, Kuchisake-onna é quase só uma mulher que usa máscara na rua... e raramente a tira em público, dando um excelente exemplo a seguir nestes tempos de Covid-19.

 

Porém, Kuchisake-onna também esconde um terrível segredo. Conhecem-na, vão falando com ela, e um dia ela pergunta-vos, sem nunca tirar a máscara, "Achas-me bonita?"

Se a resposta for negativa, ela rapidamente vos ataca de uma forma brutal, potencialmente até causando a vossa morte.

Mas, se a resposta for positiva, ela remove a máscara, mostrando uma boca largamente desfigurada (como a do Joker/Coringa, para quem conhecer as histórias do Batman), e repete a pergunta. E depois, seja qual for a resposta, sofrem sempre um ataque, de uma forma mais ou menos chocante. A única solução, segundo lemos, é fugir - fugir, sem jamais lhe responder a alguma dessas duas perguntas!

 

A lenda de Kuchisake-onna é, talvez mais que tudo, uma que expressa um grande medo inter-cultural do desconhecido. Aquele mesmo medo que, face a um caminho obscuro numa noite sombria, nos faz voltar para trás... o medo de não sabermos o que esconde, o que pode vir a esconder, algo que não conseguimos ver com os nossos próprios olhos. E se o uso de máscaras deste tipo no Japão já tem mais de um século, é relativamente novo na cultura ocidental, sendo provável que pequenas histórias semelhantes à apresentada aqui hoje comecem, agora, a surgir entre os mitos urbanos ocidentais. Só o tempo o dirá.

Gostas de mitos, lendas, literatura, e muitas curiosidades?
Recebe as nossas publicações futuras por e-mail - é fácil, gratuito, e poderás aprender muitas coisas novas!