Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mitologia em Português

04 de Outubro, 2021

A lenda de Santo Antão e o Sátiro

A lenda de São Antão e o Sátiro merece ser contada por cá por (alegadamente) ter tido lugar num momento muito curioso da história ocidental. A acreditar-se que esta figura santa viveu entre os séculos III e IV da nossa era, ela preserva o que poderá ter sido um dos últimos avistamentos de criaturas mitológicas da Antiguidade. Ainda mais interessante é até o facto de não só os ter visto, como até ter tentado falar com eles!

A lenda de Santo Antão e o Sátiro

Diz-se que Santo Antão, nascido no Egipto, um dia sonhou que havia num deserto local um eremita muito mais devoto do que ele. Fascinado pela ideia de encontrar alguém que teria muito para lhe ensinar, decidiu então procurá-lo, mas não conseguia descobrir onde ele estava. Foi então andando pelo deserto, até que encontrou um Centauro. Tentou falar com ele, mas os dois intervenientes não conseguiam entender a língua um do outro. Após muitas tentativas (falhadas) de diálogo, o monstrengo lá decidiu apontar com um dedo a direcção que o ermita devia seguir.
Continuando o seu caminho, Santo Antão depois encontrou um Sátiro. Inesperadamente, face aos eventos anteriores, até foram capazes de comunicar um com o outro. Assim, esta segunda figura mitológica ofereceu comida e bebida ao viajante, antes de lhe revelar que já sabia da vinda de Jesus Cristo e conhecia a sua mensagem.

 

Esta lenda é provavelmente uma das mais estranhas dos primeiros séculos do Cristianismo, até porque levanta um conjunto enorme de questões. Para apontarmos apenas algumas delas, será que Santo Antão viu mesmo estas criaturas, ou apenas teve visões no deserto? Grande parte das interpretações aponta que elas eram tentações ou demónios enviados pelo Diabo, mas como se poderá entender o facto de nenhuma das duas criaturas ter feito nada que possa ser interpretado como negativo, bem pelo contrário?
Que língua falava o Centauro, para até conseguir entender aquele que o interpelava, mas não conseguir falar com ele? Supõe-se, por mitos da Antiguidade como o dos Centauros e Lápitas, que estas criaturas falassem pelo menos o Grego...
E, visto que o Sátiro já conhecida a mensagem de Jesus Cristo e denotou claras boas intenções, será que era crente na nova religião? As versões da lenda a que tivemos acesso nada permitem concluir em relação a isso...

 

Enfim, se até são bastantes as questões que podem ser levantadas no contexto desta lenda de Santo Antão e o Sátiro, as respostas a que podemos ter acesso acabam por ser poucas ou nenhumas. Portanto, e face à inexistência de soluções concretas, esta até pode ser uma daquelas lendas muito apropriadas para se discutir em aulas de Mitologia, relembrando ainda um mito do primeiro século da nossa era, preservado nas obras de Plutarco, em que um navegador foi informado por uma voz misteriosa de que O grande deus Pã está morto... e que os autores cristãos viriam posteriormente a interpretar como um oráculo da morte dos deuses do Paganismo. Nesse seguimento, faria todo o sentido pensar que o Sátiro de toda esta lenda, cujo nome não nos chegou, até possa ter sido cristão...

Gostas de mitos, lendas, literatura ou curiosidades?
Recebe as nossas publicações futuras por e-mail - é gratuito e poderás aprender muitas coisas novas!