Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mitologia em Português

Mitologia em Português

22 de Agosto, 2020

A lenda do Boitatá

O Boitatá na Turma da Mónica

A lenda do Boitatá parece ser famosa no folclore brasileiro, juntamente com as de criaturas como o Saci e da Mula-sem-cabeça, entre várias outras, ao ponto, tal como essas outras, também surgir nas mais diversas obras para crianças, de que a Turma da Mónica é um bom exemplo.

 

O que é, então, esta criatura conhecida como Boitatá, ou Baetatá, entre outros nomes semelhantes? É frequentemente uma serpente de fogo, que parece proteger a floresta de todos aqueles que a pretendam incendiar. Mas, se até parece existir uma certa ironia nessa história - uma serpente de fogo que protege contra incêndios?! Será dificíl que faça o seu trabalho muito bem... - esse problema pode ser explicado tendo em conta as linhas de Câmara Cascudo sobre esta criatura, em que parece admitir que há uma certa controvérsia em relação à origem desta criatura em terras do Brasil, podendo ter vindo de outras culturas ou nascido de um compreensão incorrecta de alguma outra história ou conceito original.

 

Nesse sentido, se por um lado seria interessante contarmos aqui uma qualquer história associada ao Boitatá, o problema é mesmo o facto de, a existirem (e frise-se que não encontrámos muitas...), serem pouco consistentes, não existindo uma lenda principal do Boitatá, mas sim várias regionais. Isso é notável, por exemplo, no dicionário português da Priberam, em que esta criatura é primeiro definida na forma que mencionámos acima, mas onde também é dito que no sul do Brasil a mesma figura é então um "touro furioso que deita fogo pelas ventas e queima tudo". Face a esse problema, como também admite Câmara Cascudo, o Boitatá é essencialmente uma representação do fogo fátuo, uma forma de tentar explicar esse fenómeno. Assim se compreende a presença do fogo em todas as representações desta criatura, mesmo quando todos os outros elementos variam!

~~~~~~~
Gostas de mitos, lendas e literatura? Podes seguir-nos no Twitter, no Facebook (ainda em fase de testes), ou receber as nossas novidades no teu e-mail de uma forma simples, rápida e gratuita!