Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mitologia em Português

11 de Junho, 2021

A origem e significado de Alfacinha, Tripeiro, Morcão e Tanso

Existem palavras que usamos no nosso dia-a-dia e que se foram tornando tão habituais que raramente pensamos na sua ascendência e significados reais. A origem e significado de Alfacinha, Tripeiro, Morcão e Tanso caem nessa categoria, porque tendemos a perceber essas palavras como uma espécie de insultos, mas não nos interrogamos sobre o porquê de o serem - ou até de terem deixado de o ser, como é especialmente evidente no primeiro caso. Então, de onde vem o carácter depreciativo de cada uma dessas quatro palavras?

A origem de Alfacinha, Tripeiro, Morcão e Tanso

Alfacinha... poderia pensar-se que não é um insulto! E já não o é, nos dias de hoje, mas começou por sê-lo. Quando vimos a designação atestada numa obra do século XVI, ela referia-se aos lisboetas - como ainda hoje - mas num sentido pejorativo, pelo facto de eles dedicarem todo o seu tempo e dinheiro a uma excelente aparência exterior, enquanto que em suas casas só comiam alfaces e rabanetes, ou seja, as coisas mais baratas então acessíveis ao povo. Assim sendo, ser "um alfacinha" era, originalmente, ser um habitante da capital de Portugal, mas um que era caracterizado como sempre muito bem vestido, mas que ao mesmo tempo quase que passa fome para alimentar essa grande ostentação exterior.

O nome de Tripeiro vem de um episódio histórico, apesar de já não se ter bem a certeza de qual (lemos duas teorias, mas não sabemos afiançar qual das duas será a correcta), em que os habitantes da cidade cederam toda a sua carne para ajudar o país, reservando apenas as tripas para si mesmos. Nesse sentido, o que para eles era um motivo de grande orgulho, ao longo dos séculos gerou uma designação, "tripeiro", que muitas vezes é utilizada pelos não-habitantes como uma espécie de insulto.

Já Morcão vem do Latim murcus, nome que era originalmente dado a alguém que se auto-mutilou para evitar o serviço militar obrigatório. Visto que sem o polegar era quase impossível conseguir segurar numa espada, num escudo ou até numa lança (o que era obrigatório para as guerras do tempo dos Romanos), essas pessoas eram dispensadas do dever militar. Depois, ao longo dos séculos, a expressão "morcão" foi crescendo nesse seu sentido, para passar a designar aqueles que não têm jeito para determinadas tarefas, não só as das artes da guerra, mas também muitas mais.

 

Já Tanso é um pouco mais complicado, com os dicionários nacionais que consultámos a atribuírem-lhe uma "origem obscura". Nada teríamos para dizer em relação a essa palavra, não fosse o facto de termos ouvido uma opinião muito intrigante - Tian Shu era uma divindade famosa na China, uma espécie de deus supremo, e através da influência cristã nesse país ela foi ficando mal vista no Ocidente, até que se passou a designar por "tanso" aquele que acreditava nesse tipo de coisas, que os Cristãos tendiam a ver como nada mais que, como eles tendiam a pensar nessa altura, "superstições estúpidas". Será esta a verdadeira origem da palavra e do seu sentido na nossa cultura? Não podemos ter a certeza...

 

Serão mesmo estas as explicações correctas por detrás da origem de Alfacinha, Tripeiro, Morcão e Tanso, enquanto palavras insultuosas? A resposta é claramente positiva para os três primeiros casos, mas já em relação ao último, e como já foi dito acima, tudo é mais discutível e muito menos seguro - chamemos-lhe, por isso, uma questão de mera opinião, que serve para explicar o significado, mas que também o faz de uma forma dubiamente insegura. É, pelo menos por agora, uma questão de pura e simples opinião.

Gostas de mitos, lendas, livros pouco conhecidos e curiosidades? Podes receber as nossas publicações futuras por e-mail!