Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mitologia em Português

30 de Abril, 2020

A origem do nome de Benfica, e o seu animal - o pavão?!

Quando pensamos no nome de Benfica, a termos de lhe associar um animal seria quase certamente a águia, por causa do clube de futebol. Porém, face à recente e irónica fuga de um pavão nessa zona lisboeta, lembrámo-nos de algumas breves histórias que podemos deixar por aqui.

Origem do nome de Benfica

Quem olhar para o brasão de Benfica (a freguesia lisboeta) encontrará lá uma coroa mariana e duas árvores de Monsanto. Porém, na mesma cidade, uma outra freguesia contígua - a de São Domingos de Benfica - tem um brasão significativamente mais interessante, que pode ser visto acima, em que estão representados dois pavões, uma laranjeira e uma flor-de-lis estilizada. Os dois primeiros elementos remetem-nos, naturalmente, para o Jardim Zoológico (movido para a Quinta das Laranjeiras em 1905, a freguesia data de 1959), talvez até num duplo sentido heráldico do orgulho por essas árvores, hoje já raras no local. Assim, a termos de associar um animal a esta freguesia, seria o pavão.

 

Já o nome de Benfica, o clube de futebol, vem da própria freguesia em que está localizado o seu estádio - São Domingos de Benfica. Por sua vez, o nome da freguesia vem do facto de ter sido fundado um Convento de São Domingos no local (já lá voltaremos), que naturalmente teria no seu nome "de Benfica" pela sua localização, para o distinguir de outros que possam ter existido associados ao mesmo santo. E, nesse contexto, de onde vem então o nome de Benfica?

 

No passado lemos várias lendas destinadas a explicar este nome. Por exemplo, quando um monarca fez uma visita ao local, teve lugar algum evento que o fez dizer duas palavras, "Bem fica", que pela passagem dos séculos acabaram depois comprimidas numa só, "Benfica". Mas que evento foi esse, poderiam perguntar?

Numa versão, o rei D. João I diz que num dado local "bem fica[ria]" a construção de um convento proposto por João das Regras (e em que este até viria a ser sepultado).

Numa outra, D. Pedro I encontrou uma tal Maria Rousada, assim chamada* por ter sido violada por um homem que até acabou por casar com ela - o que não deixava de ser crime, e assim o rei mandou enforcá-lo, dizendo ainda que ela "bem fica" sem ele. Para quem quiser uma terceira, bastará inventar algum evento em que um rei seja posto a dizer essas palavras. Já outros dizem apenas que o nome actual vem de um (possível) nome árabe, o que nos parece improvável, já que nada de significativo parecia existir no local aquando da construção do convento (e assim sendo, porquê dar-lhe sequer um nome?). Qual destas versões é a verdadeira história por detrás do nome já é algo que nos escapa por completo.

 

Como é que uma águia foi parar ao emblema do Benfica, em vez de um pavão, é uma história que ficará para um outro dia...

 

 

*- Neste contexto, "rousada" ou "roussada" significa o mesmo que "violada".

Gostas de mitos, lendas, literatura, e muitas curiosidades?
Recebe as nossas publicações futuras por e-mail - é fácil, gratuito, e poderás aprender muitas coisas novas!