Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mitologia em Português

07 de Julho, 2022

A verdadeira paternidade de Caim e Abel

Para a maioria dos crentes cristãos e judaicos a paternidade de Caim e Abel poderá nada ter de muito surpreendente. São os dois primeiros filhos de Adão e Eva, ponto final. Mas, fosse a história original assim tão simples, tão horizontal como hoje tendemos a pensar, e certamente que não lhe estaríamos a dedicar estas linhas de hoje. Portanto, vamos a algo mais inesperado sobre a paternidade destas duas figuras bíblicas.

O confronto de Caim e Abel

Hoje, quem conhecer a história de Caim e Abel associa-lhes um relato muito simples - Adão e Eva foram expulsos do Paraíso depois de comerem o famoso fruto, tiveram um primeiro filho, depois tiveram um segundo, o mais velho dos dois acabou por matar o seu irmão, e os pais primordiais depois acabaram por ter muitos outros filhos (notavelmente Seth). Dito assim, parece que as coisas são como tal e sempre se acreditou que foram como tal, até que se pense um pouco mais em toda a história - o que levou Caim a matar o seu irmão? Inveja? A recusa de um sacrifício a Deus? Ou, de um modo muito mais geral, se por este seu acto o assassino parece ter sido a origem de todo o mal, como se poderá explicar essa horrenda criação, que parece ter sido tão inesperada?

 

Há muito tempo que a humanidade, e em particular os crentes cristãos e judaicos, se deparam com questões como essas. Mas a resposta que aqui trazemos hoje, provinda de uma mesma tradição que mais tarde geraria histórias como as de Lilith, é talvez uma das mais intrigantes para um crente dos nossos dias - ela diz que Abel era filho de Adão e Eva, como hoje continuamos a acreditar, mas dá uma paternidade muito diferente ao irmão responsável por este primeiro grande crime, o hediondo Caim. Mas, ora bem, se na altura ainda não existiam quaisquer outros seres humanos, como é possível que esta primeira mãe tenha gerado outro filho com alguém que não o seu marido?

Adão e Eva, serão ambos pais de Caim e Abel?

A resposta pode, no mínimo dos mínimos, ser considerada como insólita, e diz-nos que Eva teve esse seu primeiro filho com a Serpente, aquele mesmo simbólico animal que tempos antes a tinha convencido a comer o fruto da árvore proíbida. Isto é mencionado em diversos textos dos inícios da nossa era, seja de uma forma bem directa ou mais ou menos dissimulada*... mas será que havia muita gente a acreditar nessa estranha possibilidade, ou ela era um simples criação de uma qualquer estranha seita gnóstica? A segunda opção poderá parecer-nos a correcta, até que nos confrontemos com uma estranha frase presente no Livro do Genesis (6:4), cujo verdadeiro significado intriga os leitores há milénios, e que pode ser traduzida da seguinte forma:

Naquela época, e também algum tempo depois, havia Nefilins na terra, quando os filhos de Deus possuíram as filhas dos homens e elas lhes deram filhos.

Neste seguimento, e se quisermos interpretar os tais "Nefilins" como anjos caídos, de que Satanás, Samael e/ou a Serpente são hoje os exemplos mais famosos, é verdadeiramente possível que essa seja uma referência antiga a uma tradição, hoje perdida, de que tinham existido relações sexuais entre duas classes de seres criados por Deus, podendo Caim ter sido gerado numa dessas relações, enquanto que já Abel nasceu de Adão. A ideia, por estranha que nos pareça, permite explicar a origem do mal, fazendo do primeiro "mau" um descendente de uma criatura considerada a pura representação do próprio mal... o que, queiramos ou não, até faz algum sentido!

 

 

*- Por exemplo, num desses textos antigos um Arcanjo diz a Adão que "Ecce Cain filius tuus, quoniam filius diaboli est, occidet Abel fratrem suum", i.e. "Aqui está o teu filho Caim, e porque é filho do Diabo irá matar o seu irmão Abel", apoiando a ideia - se metafórica, ou mais real, já é aqui difícil compreender - de uma ligação entre o Diabo e Eva.

Gostas de mitos, lendas, livros antigos e muitas curiosidades?
Recebe as nossas publicações futuras por e-mail - é grátis e irás aprender muitas coisas novas!

8 comentários

Comentar publicação