Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mitologia em Português

04 de Janeiro, 2021

Freixo de Espada à Cinta, Peso da Régua - lenda e origem dos nomes

De entre as muitas povoações de Portugal, é provável que Freixo de Espada à Cinta e Peso da Régua sejam duas das que têm um nome mais estranho.

 

A primeira, Freixo de Espada à Cinta, conjura quase automaticamente a ideia de um freixo, um tipo de árvore, com uma espada, até que o leitor se aperceba de um "pequenino" problema, que é o facto de uma árvore não ter cinta/cintura e, como tal, não poder portar uma arma por lá. Ao mesmo tempo, quem quiser argumentar que o nome correcto era "Espada-cinta" mete-se num problema ainda maior, que é o facto de um tal conceito nem sequer existir. Assim, dada a dificuldade de compreender toda a origem do nome, parecem existir pelo menos duas lendas antigas que tentam explicá-lo.

A lenda e origem do nome de Freixo de Espada à Cinta

Uma diz que o nome deriva de um fidalgo que tinha por armas um freixo e uma espada, alguém de apelido Feijão, que era irmão de São Rosendo e faleceu no ano de 977. Ora bem, como ele tinha essas armas, elas foram associadas à vila que nos dizem que fundou. O que seria uma boa possibilidade, claro, não fosse o facto de se desconhecer o verdadeiro nome do fundador nem se saber onde entra a "cinta" em toda esta história.

Já a segunda refere um tal Espadacinta, de data convenientemente incerta, que se diz que numa dada altura descansou encostado a um freixo dessa vila. Por essa acção tão comum - relembre-se até a lenda da Palmeira de Cascais - foi dado todo o nome à vila, e até se diz que a famosa árvore ainda existia no século XVIII. O que, novamente, funcionaria para explicar o nome, não fosse o facto de não se saber absolutamente nada mais sobre uma figura com um nome tão invulgar quanto misteriosamente conveniente.

 

Portanto, se existem lendas que tentam explicar a origem do nome de Freixo de Espada à Cinta, elas são pura e simplesmente mitos, na medida em que não têm qualquer espécie de fidelidade digna de crédito por detrás delas. De onde veio este nome é hoje pura e simplesmente desconhecido, como evidenciam as várias versões que o brasão teve ao longo do tempo - ás vezes a espada está colocada na "cinta" do freio, outras vezes está ao lado da árvore, por vezes esse primeiro elemento até se multiplica, etc.

A lenda e origem do nome de Peso da Régua

Por contraste, podemos apontar a origem do nome de Peso da Régua. O seu brasão tem dois cachos de uvas e um rabelo, denotado evidentemente a sua ligação ao Douro e ao Vinho do Porto, mas nenhuma lenda se esconde por detrás desta iconografia ou do nome da cidade (os cachos, para quem tiver essa curiosidade, são comuns nos brasões de regiões em que existe muito vinho e vinha). Em vez disso, a sua designação actual resulta da fusão de duas localidades, "Peso" e "Régua", que pelo desenvolvimento que sofreram no século XVIII acabaram por se tornar uma só - porquê Peso da Régua, e não Régua do Peso ou algum outro nome, parece ter-se devido apenas ao facto da mais significativa ou desenvolvida das duas povoações ter sido a Régua - ainda hoje muitas pessoas dizem "Vou à Régua", mas nunca ouvimos, mesmo na região, alguém a dizer que vai "ao Peso"...

 

Assim, ficam aqui os exemplos da origem dos nomes de mais duas povoações de Portugal, e respectivas lendas. Escolhemos estas duas, e até as associámos aqui, porque para uma delas desconhecemos a origem do nome mas temos algumas das suas lendas, enquanto que para a outra até conhecemos muito bem a origem do nome mas não existe qualquer lenda real que lhe possa ser atribuída. Mistérios das muitas povoações de Portugal...

Gostas de mitos, lendas, livros pouco conhecidos e curiosidades? Podes receber as nossas publicações futuras por e-mail!