Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mitologia em Português

O mito de Ariadne, ou de Teseu e o Minotauro na Mitologia Grega, liga intimamente essas três grandes figuras, razão pela qual achámos que deveríamos falar de todas elas nesta mesma publicação.

O mito de Ariadne, Teseu e o Minotauro

O Minotauro, para quem ainda não o saiba, foi um monstro que nasceu do amor de uma mulher, Pasifae, por um touro. Não era um amor natural, obviamente, mas sim uma maldição dos deuses, que só pôde ser consumada num acto sexual com a ajuda de Dédalo, que inventou uma espécie de máquina onde a rainha se pôde colocar para ser possuída sexualmente pelo bovino. Assim nasceu esta figura meio-homem, meio-touro, que alguns até pensavam ter-se chamado Astérion, e que posteriormente foi encerrada num labirinto, como já cá contámos antes.

O labirinto de Teseu e o Minotauro

O tempo foi passando, e ao longo dos anos foram repetidamente sacrificados grupos de jovens atenienses, sete rapazes e sete raparigas, a este monstro. Isso continuou até que Teseu se voluntariou para fazer parte de um desses grupos. Chegando à ilha de Creta, foi visto por Ariadne, filha do rei Minos, que rapidamente se apaixonou por ele e se prontificou a ajudá-lo em toda a tarefa. Assim, para que o herói ateniense pudesse encontrar o caminho no labirinto do monstro, Ariadne deu-lhe um pequeno fio (i.e. uma espécie novelo de lã) e alguns conselhos sobre como matar o monstro. Em troca, apenas lhe pediu que depois a levasse para longe e casasse com ela, algo que o herói aceitou de bom grado, até dada a grande beleza da jovem.

Com esta preciosa ajuda, Teseu entrou no labrinto do Minotauro e matou a horrenda criatura de uma vez por todas. Depois, escapou da ilha com esta jovem, mas em vez de casar com ela - como tinha prometido explicitamente, relembre-se - abandonou-a numa ilha. Foi aí que ela posteriormente encontrou o deus Dioniso, que casou com ela e colocou a sua coroa entre as estrelas.

 

Todo este grande mito de Ariadne e Teseu e o Minotauro, é-nos hoje bastante conhecido em virtude do estranho monstro, e muito mais poderia ser escrito sobre ele, mas há que deixar claro que existem várias versões para explicar as acções de Teseu após as aventuras em Creta. A heroína é sempre abandonada, nunca se casa verdadeiramente com ele, mas nem sempre por decisão do próprio herói, já que o seu grau de culpabilidade parece variar bastante - por vezes, ela até só é abandonada para poder casar com Dioniso, que a tinha visto anteriormente e que queria casar com ela! Por isso, ela até poderá assemelhar-se a Medeia, mas neste caso a culpa dos acontecimentos nem sempre é do herói que jurou casar com ela...

Gostas de mitos, lendas, livros pouco conhecidos e curiosidades? Podes receber as nossas publicações futuras por e-mail!