Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mitologia em Português

Mitologia em Português

13 de Março, 2021

O mito de Hércules e Ônfale

Apresentar aqui o mito de Hércules e Ônfale implica, antes demais, fazer uma pequena viagem no tempo, até a uma publicação que cá fizemos sobre os Trabalhos de Hércules. Na altura apresentámos uma imagem com as doze façanhas do heróis, que reproduzimos novamente abaixo:

O mito de Hércules e Ônfale, ao centro

Quem tiver prestado atenção poderá ter notado que apesar de nos termos referido aos doze trabalhos do herói, na verdade a imagem tem representadas treze façanhas distintas, com uma cena que não pertence às que aqui recontámos antes ao seu centro. Se em cada um dos quadrados o herói que os Gregos conheciam como Héracles está do lado direito, faz sentido que também aqui ele esteja desse lado, mas... porque está ele com um vestido feminino? E porque está, sentada num trono, uma figura feminina com a maça do herói e a pele do Leão da Nemeia às costas?

 

Podemos agora explicar que esse episódio central do mosaico se refere ao mito de Hércules e Ônfale. Conta-nos que numa dada altura das suas aventuras o herói enloqueceu e matou um dos seus conheiros. Consumido pelo arrependimento, foi ao Oráculo de Delfos em busca de uma solução, e o deus Apolo ordenou-lhe que fosse vendido para escravo durante 10 anos, devendo dar o dinheiro resultante dessa transacção comercial ao pai do falecido - consta que ele recusou o vil metal, mas que os irmãos do jovem o aceitaram de muito bom grado.

As ordens do deus de Delfos foram então cumpridas. Hércules foi vendido para escravo de Ônfale, rainha da Lídia, e durante 10 longos anos fez o que esta lhe ordenava. Infelizmente já não nos chegaram todas as aventuras que tomaram lugar nesse período de tempo, mas sabemos que a rainha teve vários filhos do herói, e as fontes existentes referem um pormenor muito curioso - ela fez questão de vestir as famosas roupas do herói, enquanto que o forçou a usar roupas femininas e a realizar tarefas características do sexo oposto, como fiar ou tomar conta de crianças, levando-o até quase a ser violado pelo deus Pã...

 

O que podemos acrescentar ao relato de todo este mito? É difícil ter muitas certezas, já que ele não nos chegou numa forma mais completa, mas é provável que fosse composto por um conjunto de histórias em que os vários poetas e autores de comédias gozavam com os papéis que os dois géneros tinham na cultura grega de então. Será que, por exemplo, a rainha vencia algum monstro, inspirada pelas vestes do herói? Será que este era, de uma forma satírica, criticado por ser incapaz de fazer (bem) as tarefas femininas, mostrando-as como mais difíceis que as muitas tarefas que ele tinha feito no passado? Ou será que exaltavam, no seu geral, o sexo feminino sobre o masculino? Já não sabemos, mas por si só a idea-base por detrás de todo este mito é bastante divertida, e certamente que existiram produções literárias que tomaram partido de toda esta curiosa oportunidade mitológica.

~~~~~~~ ~~~~~~~ ~~~~~~~
Gostas de mitos, lendas, livros pouco conhecidos e curiosidades?
Podes receber as nossas publicações futuras por e-mail ou no Twitter!
~~~~~~~ ~~~~~~~ ~~~~~~~