Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mitologia em Português

04 de Setembro, 2021

O segredo de São Nemo

De entre os santos que existiram no passado e que entretanto foram esquecidos talvez nenhum tenha sido tão grande como São Nemo. De facto, ele parece ter sido tão esquecido que mesmo nos nossos dias de hoje, quem decidir fazer uma pesquisa por este santo na internet encontrará as mais diversas referências ao outro Nemo, o peixe da Disney, mas quase nada em relação à figura santa que parece ter sido tão bem conhecida na Idade Média.

A situação ainda se torna mais caricata porque, ao lerem a vida de São Nemo, não deixarão de se aperceber que este homem parece ter sido o maior e melhor de todos os santos, ao ponto de um relato dos seus (muitos) feitos dizer até que "o que Deus fecha este santo abre, e o que Deus abre este santo fecha." Muitos outros feitos lhe são associados - só ele podia venerar cumulativamente a divindade e o dinheiro; só ele podia ter duas esposas; só ele amparou Jesus Cristo nos seus momentos de maior sofrimento... e, talvez mais impressionante que tudo o resto, foi ele o primeiro de todos os homens a ser criado, existindo antes de tudo o resto. Mas... se assim o é, o que lhe aconteceu? Como foi uma figura assim tão impressionante esquecida ao longo dos séculos?

Imagem de São Nemo

Na verdade, este santo não existiu excepto em paródias escritas na Idade Média. Nemo é uma palavra latina que significa "Ninguém" - uma espécie de São Nunca medieval - e então algum brincalhão teve a ideia de compilar todos os momentos da Bíblia em que essa palavra aparecia e associá-los a uma única figura, a um suposto homem que poderia ter intervido em todos eles, mesmo quando isso pareceria impossível.

Poderia pensar-se que se tratou de um engano, de uma perda do sentido original das palavras, mas não, era mesmo uma sátira e nada mais, ao ponto de muito poucos parecerem ter acreditado que se tratava de uma verdadeira figura digna da santidade. Isso é completamente óbvio em representações como a acima, em que se torna óbvio que este São Nemo era não mais do que "Ninguém", não tendo por isso uma forma física. É uma piada muito antiga, bem conhecida até já da Odisseia de Homero, mas que parece ter tido o seu pico na compilação das "vidas" deste santo, a quem foram atribuídos, de uma forma admitidamente falsa e jocosa, alguns eventos verdadeiramente impressionantes na Idade Média. E, depois, o tempo foi passando e ele acabou por ser esquecido...

Gostas de mitos, lendas, livros pouco conhecidos e curiosidades? Podes receber as nossas publicações futuras por e-mail!