Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mitologia em Português

Mitologia em Português

05 de Junho, 2020

O segredo do Buda Gordo

Quando, em Portugal (e muito possivelmente também no Brasil), imaginamos a figura de Buda, tendemos a fazê-lo como se ele fosse gordo. De facto, até é possível comprar um Buda Gordo nas mais diversas lojas de decoração, numa figura semelhante a esta:

Um Buda Gordo

Mas, quem quiser pensar um pouco neste assunto, depressa se aperceberá de um problema notório - esta figura não pode ser Sidarta Gautama, o fundador do Budismo, que tanto prezava o desapego aos prazeres do corpo. Então, afinal de contas, que grande segredo se esconde por detrás do chamado "Buda Gordo"?

 

Num contexto ocidental não é fácil explicá-lo... essencialmente, os Budistas não têm um deus, uma figura completamente divina, mas após a fundação da sua doutrina por Sidarta Gautama seguiram-se várias figuras que pregaram o Budismo e cujo bons actos em vida os poderiam caracterizar como uma espécie de santos budistas. Entre eles conta-se uma figura que é conhecida na China como "Budai", um seguidor desta religião que tinha uma proeminente pança, que estava sempre a sorrir, e que era muito popular com as crianças.

Vistos de uma forma metafórica, estes elementos podem ser conotados com sinais de boa sorte e de abundância (como também acontece com figuras como Ganesha), tornando a sua representação numa espécie de amuleto de boa sorte, o que contribuiu para a sua popularização fora de territórios budistas. Depois, essa frequência de imagens de uma figura budista gorda levou a que os não-crentes a identificassem com o próprio fundador do Budismo, ou como uma figura (divina?) que os seus crentes tinham em especial favor, como se de um verdadeiro deus se tratasse.

 

Mas este Budai, conhecido muitas vezes sob o nome de Buda Gordo, não é Sidarta Gautama. Não é o fundador do Budismo, nem qualquer espécie de deus. Se tivéssemos de o definir para um público ocidental, diríamos que é uma espécie de santo budista associado à boa sorte e abundância.

 

Um última curiosidade - como é que alguém que praticava as regras dessa religião, tão ligada ao ascetismo, engordou? Pelo menos uma das histórias a que tivemos acesso dizia que Budai tinha sido muitíssimo atraente, e então muitas mulheres incomodavam-no repetidamente com propostas de índole sexual; então, procurando livrar-se dessas tentações de uma vez por todas, engordou (infelizmente, a história não nos preserva qual o regime que decidiu seguir...), e assim deixou de suscitar o apetite sexual feminino, podendo focar-se mais na sua espiritualidade.

~~~~~~~
Gostas de temas como este? Podes seguir-nos no Twitter, no Facebook (novo), ou receber as nossas novidades no teu e-mail de uma forma simples, rápida e gratuita!



2 comentários

Comentar post