Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mitologia em Português

12 de Fevereiro, 2020

Santa Isabel e o Milagre das Rosas

De entre as lendas de santos em Portugal é provável que a de Santa Isabel e o Milagre das Rosas seja uma das mais famosas. Por isso, iremos recordá-la não com as nossas palavras, mas aquelas que descrevem todo o acontecimento no Largo do Castelo do Sabugal:

Santa Isabel e o Milagre das Rosas

A história mais popular da Rainha Santa Isabel é sem sombra de dúvida o «Milagre das Rosas». Segundo a lenda portuguesa, numa manhã fria e geada de inverno a rainha santa saiu do Castelo do Sabugal para fazer a caridade aos mais desprotegidos da sociedade, levando no seu regaço pedaços de pão e outros víveres. Foi de imediato interpelada pelo rei seu marido, que a questionou «que levais no regaço?» De imediato respondeu «são rosas, senhor!»

Desconfiado, D. Dinis inquiriu-a de novo. «Rosas de Inverno?» A rainha mostrou então o conteúdo do regaço do seu vestido e nele só haviam rosas, ao contrário dos pãos que aí colocara.

In «História de Portugal», de Manuel Pinheiro

 

Onde tomou lugar um tão estranho acontecimento? Se a relação entre Santa Isabel e o Milagre das Rosas é mesmo real, seria de esperar que tivéssemos algum relato consistente de onde ele tomou lugar, mas as diversas fontes dizem-nos é que poderá ter sido em Coimbra, em Alenquer, em Leiria, ou até em outros locais. A presença desta versão da lenda no Castelo do Sabugal nota que também esse local é a ele associado. Mas, se realmente tomou lugar, ou se se trata somente de uma história fictícia, é algo mais difícil de responder... mas que merece a introdução de um elemento que poucos ainda parecem conhecer - entre outros milagres associados a esta mesma rainha contava-se um outro milagre das rosas, bem menos conhecido que este!

 

Segundo essa outra lenda, hoje muito pouco conhecida, quando estavam a ter lugar obras no convento de Santa Clara [a Velha], em Coimbra, esta rainha quis ir pagar aos funcionários com a sua própria mão.  Foi apanhada pelo marido, que perguntou o que levava consigo. A rainha, procurando esconder o ouro, disse que eram apenas rosas. Mas era Inverno, e então o seu marido, Dom Dinis, estranhando ainda mais toda a situação, pediu para as ver... e, por milagre, esse ouro transformou-se mesmo em rosas!

Contrariamente ao anterior, já este milagre - se tiver sido verdade, e não uma mera ficção - sabe-se bem onde teve lugar. Porém, a semelhança com o anterior levanta muitas questões... terão existido, em outros tempos, várias histórias semelhantes a esta, ou será que originaram num qualquer evento, potencialmente real, em que Santa Isabel foi apanhada com algumas rosas no seu regaço? Como é comum nestas coisas, já não temos qualquer forma de o saber, mas não deixa de ser curioso que alguma transformação de "algo" em rosas já tenha vindo a ser atribuído a esta rainha deste muito cedo nas suas histórias. Mais que isso são, bem, apenas possibilidades...

Gostas de mitos, lendas, livros pouco conhecidos e curiosidades? Podes receber as nossas publicações futuras por e-mail!