Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mitologia em Português

Contar todas as lendas de Portugal poderia parecer-nos uma tarefa bastante difícil, até porque é certo e sabido que novas histórias dessa natureza estão constantemente a ser criadas, até mesmo ainda nos nossos dias de hoje, como a agora-famosa história de Teresa Fidalgo nos deixa compreender. Porém, face a um tal desafio, Teófilo Braga, no segundo volume da sua obra O Povo Portuguez nos seus Costumes, Crenças e Tradições, datada de finais do século XIX, elenca de uma forma muito directa aquelas que considerava serem as maiores e mais significativas lendas de Portugal. São cerca de cinquenta. Infelizmente ele nunca as reconta a todas de uma forma completa*, sendo difícil estabelecer com que contornos mais precisos conhecia cada uma delas, mas a sequência é tão importante e interessante que não poderíamos deixar de a recordar nestas linhas, com ligações directas para aquelas lendas de Portugal que já cá foram sendo faladas:

Todas as lendas de Portugal

  1. Ilhas Encantadas;
  2. Milagre de Ourique;
  3. Pajem Henrique;
  4. Praga de Dona Tareja [ou Teresa];
  5. Fidelidade de Egas Moniz;
  6. Fundação de Lisboa;
  7. Geraldo Sem Pavor;
  8. Gaia;
  9. Moura Saluquia;
  10. Traga-Mouros;
  11. Dama Pé de Cabra;
  12. Egas Moniz Trovador;
  13. O Bispo Negro;
  14. João Soares de Paiva;
  15. A Torre do Sapo;
  16. Tributo das Donzelas ou Guesto Ansures;
  17. Fuas Roupinho;
  18. Martim de Freitas;
  19. O Solar dos Marinhos;
  20. Castelo de Faria;
  21. Dona Branca;
  22. Rainha Santa;
  23. Maria Pais;
  24. Dona Inês de Castro;
  25. Confissão de D. Pedro I;
  26. O Castigo do Bispo;
  27. Roussada de Benfica;
  28. Beato João de Montemor;
  29. Ala dos Namorados;
  30. Doze de Inglaterra;
  31. Preste João das Índias;
  32. Espada do Condestável;
  33. Pegas de Sintra;
  34. Beato Amadeu;
  35. Abóboda da Batalha;
  36. Estátua do Duque de Coimbra;
  37. Morte de Dona Guiomar Coutinho;
  38. Amores de Machim;
  39. Padeira de Aljubarrota;
  40. Estátua da Ilha do Corvo;
  41. Quinto Império (falado em associação com Bandarra e o Padre António Vieira);
  42. Amores de Bernardim Ribeiro;
  43. Anel de Bênção;
  44. Vinda de Dom Sebastião;
  45. Barbas de Dom João de Castro;
  46. Nau Catrineta;
  47. Obras de Santa Engrácia, ou "O Calado é o melhor" (recorde-se que nessa altura a construção da igreja ainda não tinha terminado, pelo que a tese da maldição lendária ainda fazia algum sentido, sendo essa parte da lenda quase esquecida posteriormente);
  48. Pedro Sem.

 

Já cá falámos de algumas delas, como é fácil constatar, mas será que acabaremos por contar todas as lendas de Portugal apresentadas acima, mais cedo ou mais tarde? Nada podemos prometer em relação a isso, pelo menos por agora, mas certamente que podemos ir tentando fazê-lo ao longo do tempo. E, como tal, iremos dedicar este mês dos Santos Populares e de Camões exclusivamente a temas relacionados com o nosso país. Naturalmente que não serão só lendas de Portugal, mas também alguns outros temas relacionados directamente com a cultura nacional... é aguardar para ver!

 

*- Uma anotação na obra original diz que "estas lendas são objecto de um volume que publicaremos em tempo, transcritas na sua redacção mais antiga, com estudos sobre a sua formação". Se essa outra obra, prometida pelo mesmo autor e que seria certamente fascinante, acabou efectivamente por ser publicada não a conseguimos encontrar. Ainda pensámos tratar-se de Contos Tradicionais do Povo Português, mas apenas inclui algumas delas, aparentemente as mais conhecidas. Por isso, se ela foi mesmo publicada e alguém souber de qual se trata, por favor deixe-nos um comentário ou envie-nos um e-mail a propósito do tema!

~~~~~~~ ~~~~~~~ ~~~~~~~
Gostas de mitos, lendas, livros pouco conhecidos e curiosidades?
Podes receber as nossas publicações futuras por e-mail ou no Twitter!
~~~~~~~ ~~~~~~~ ~~~~~~~