Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mitologia em Português

22 de Outubro, 2021

Um poema de João Zorro que menciona Lisboa

João Zorro não é, sem qualquer dúvida, um dos mais famosos autores da literatura portuguesa. Na verdade, não fosse o seu nome incomum - que alguns até dizem tratar-se de um criptónimo - e nem estaríamos a falar aqui dele, já que apenas o encontrámos por completo acaso, aquando de uma pesquisa pelo outro Zorro, o famoso herói mascarado de terras do México. Portanto, que tem este autor, presumivelmente português, digno de nota, que nos tenha levado a escrever estas linhas de hoje?

 

Essencialmente, João Zorro foi um poeta português de meados do século XIII, de quem nos chegaram treze composições. Pela sua qualidade, elas não são muito dignas de nota - focam-se muito no amor e num rio, que permaneceria desconhecido não fosse o facto de uma das suas composições referir directamente a cidade que lhe era próxima:

En Lixboa sobre o mar
Barcas novas mandei lavrar.
Ai mia senhor velida!

En Lixboa sobre o lez
Barcas novas mandei fazer.
Ai mia senhor velida!

Barcas novas mandei lavrar
E no mar as mandei deitar.
Ai mia senhor velida!

Barcas novas mandei fazer
E no mar as mandei meter.
Ai mia senhor velida!

Outro poema refere "El Rei de Portugale" e "El Rei Portugueese", apoiando a ideia de que este João Zorro era mesmo um autor nacional, mas fora estas breves notas não parece existir muito mais que possa ser dito sobre ele. Foi um poeta português da Idade Média, claro, mas foi sendo progressivamente esquecido ao longo dos séculos e, queiramos ou não, face à sua falta de mérito poético talvez seja uma perda que tenhamos pouco a lamentar. Quer dizer, nem todas as obras esquecidas têm de ser novas Gaticaneas...

Gostas de mitos, lendas, literatura ou curiosidades?
Recebe as nossas publicações futuras por e-mail - é gratuito e poderás aprender muitas coisas novas!