Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mitologia em Português

05 de Fevereiro, 2020

A lenda da Batalha de Ourique

O tema de hoje, a lenda da Batalha de Ourique, foi-nos suscitado por alguém que há algumas semanas veio cá procurar por "lendas antigas da época dos portugueses". Não é totalmente claro o que essa pessoa pretendia encontrar, mas dado esse estranho mote achámos que poderíamos contar uma das mais antigas histórias de Portugal, esta mesma lenda da Batalha de Ourique.

A lenda da Batalha de Ourique

Conta-nos esta lenda que a 25 de Julho de 1139 Afonso Henriques se encontrou em combate contra os exércitos de cinco reis mouros. As hostes inimigas pareciam-lhe infindáveis. Em desespero, retirou-se para um local fechado, um simples espaço em que pudesse descansar. Minutos depois surgiu-lhe um misterioso idoso que o convidou a sair para o exterior e olhar o céu. Quando o fez, Afonso Henriques viu Cristo Crucificado entre inúmeras hostes de anjos, e este prometeu-lhe que venceria a dura batalha do dia seguinte, como veio a acontecer, com palavras como as seguintes [preservadas pelo Padre António Vieira]:

Eu sou o fundador e destruidor dos reinos e dos impérios, e quero em ti, e nos teus descendentes, fundar um império para mim, pelo qual o meu nome seja levado às nações estrangeiras.
(...)
Vencereis, vencereis, e não sereis vencido. Sois amado de Deus, porque pôs sobre vós e sobre vossa descendência os olhos de sua misericórdia até à décima-sexta geração, na qual se atenuará a mesma descendência, mas nela atenuada tornará a pôr seus olhos.

Em gesto de agradecimento, depois o rei colocou cinco quinas na sua bandeira, em homenagem aos cinco grandes reis mouros então derrotados na grande batalha de Ourique.

 

Quem seria o misterioso idoso, que apareceu a Afonso Henriques na Batalha de Ourique? Porque insistiu para que o milagre fosse exibido no exterior? Não sabemos a resposta à segunda pergunta, mas em relação à primeira a identidade da figura parece variar mediante as versões, podendo tratar-se de um qualquer santo ou até do próprio Jesus Cristo.

 

Agora, esta até podia ser a grande lenda da fundação de Portugal, que permitiria ver a independência como um desejo divino e Afonso Henriques como o grande timoneiro dos destinos de Portugal, mas... estragando um pouco a proverbial festa, é também uma lenda que só aparece em fontes escritas já no século XV, ou seja, mais de 300 anos após o suposto evento. É pouco provável que tenha um fundo de verdade, mas não deixa de ser uma belíssima lenda da fundação do nosso país, que teve um momento fulcral nesta Batalha de Ourique.

Gostas de mitos, lendas, literatura, e muitas curiosidades?
Recebe as nossas publicações futuras por e-mail - é fácil, gratuito, e poderás aprender muitas coisas novas!

2 comentários

Comentar publicação