Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mitologia em Português

Mitologia em Português

16 de Dezembro, 2020

O mito de Aquiles (em 10 curiosidades)

Quando se fala do mito de Aquiles, o segundo maior do heróis da Mitologia Grega, é irrealista querer acreditar que se pode contar toda a sua história de uma só assentada, porque são muitos e grandes os episódios individuais que a compõem. Assim, para a publicação de hoje tentamos uma espécie de pequeno desafio, que passa por resumir as principais aventuras deste herói em 10 curiosidades. Vamos a isso?

O mito de Aquiles, em luta contra Mémnon

1- Aquiles era um semideus, mas não era imortal

Já cá falámos do mito do casamento de Peleu com Tétis. O primeiro era humano, enquanto que a segunda era uma figura divina. Um seu filho seria mortal, como atestam mitos como o de Perseu, mas as diversas versões que temos afirmam que esta mãe tentou tornar o seu filho imortal. É possível que o tenha banhado no Estige, ou que tenha conduzido um outro procedimento com essa finalidade, mas as fontes literárias que temos afirmam, sem qualquer dúvida, que qualquer que tenha sido a tentativa de Tétis, ela não obteve um sucesso completo. Aquiles tornou-se forte, quase invencível, mas acabou por não ter um corpo imortal.

 

2- Aquiles não foi criado pelos pais

Após o seu nascimento, Tétis entregou Aquiles ao pai, Peleu. Porém, por alguma razão menos clara este nunca foi uma figura paterna muito presente. Em vez disso, entregou-o ao centauro Quíron, figura que ensinou as várias artes ao jovem herói. Sabemos, pelo menos, que o ensinou a combater e a tocar instrumentos musicais; é provável que o pai o tenha visitado pelo menos uma vez, como nos relata a Argonáutica Órfica, mas salvo essa passagem dos Argonautas não temos quaisquer razões para acreditar que o pai, ou a mãe, do herói tenham estado muito presentes na sua juventude.

 

3- Aquiles viveu disfarçado como uma mulher

Numa dada altura Tétis recebeu um oráculo que dizia que o seu filho iria ser levado para combater em Tróia, e que esse convite acabaria por levar à sua morte. Infeliz, como qualquer mãe ficaria em circunstâncias semelhantes, urdiu o plano de o esconder na corte do rei Licomedes, em que o herói adoptou o nome de Pirra. E ele viveu assim durante algum tempo, feliz e contente, engravidando até uma filha do monarca, Deidamia, de quem teve um filho, que ficou conhecido pelos nomes de Neoptólemo ou Pirro.

Depois, um dado dia Ulisses, que buscava Aquiles, visitou a corte de Licomedes. Procurando descobrir se o herói estava escondido no local, apresentou à corte do monarca várias jóias e equipamento guerreiro. As jovens aproximaram-se rapidamente das primeiras, mas Pirra decidiu antes admirar as espadas e os escudos - assim, o herói que deu o nome à Odisseia foi capaz de o desmascarar, para surpresa de (quase) todos os presentes, levando-o para Tróia.

 

4- Aquiles teve várias aventuras pouco conhecidas

Se aqui apenas pretendemos contar as suas aventuras mais famosas, neste ponto há que frisar que o herói também teve muitas outras, antes de se associar à Guerra de Tróia. A mais intrigante de todas elas talvez seja o seu confronto de Télefo, que um dia aqui recordámos nas palavras de Luís de Camões, em que Aquiles feriu esse rei, acabando depois por curá-lo com um novo golpe da sua própria lança. Uma outra apresentava o contigente dos Gregos a destruir várias cidades, por pensarem, erradamente, que elas eram o reino de Príamo. Que mais aventuras terá o nosso herói tido nessa altura? Muitas delas perderam-se ao longo dos séculos...

 

5- Aquiles esteve para casar... várias vezes!

Por volta desta altura, bem como em alguns episódios futuros, Aquiles esteve para casar mais do que uma vez. Foi-lhe prometida a mão de Ifigénia, e pelo menos algumas fontes literárias afirmam que também lhe foi prometida a mão de Polixena. Não sabemos porque não casou com Deidamia, mas é provável que essa potencial união tenha sido deixada para um regresso do herói de Tróia, que nunca tomou lugar.

 

6- Aquiles também era bissexual

Já em tempos da Guerra de Tróia, quem conhecer o relato da Ilíada, facilmente se aperceberá de que existia "algo" entre Aquiles e Pátroclo. Não é totalmente claro, nessa fonte literária, se a relação entre ambos era de uma grande amizade ou de algo mais romântico (e sexual), mas um outro episódio, hoje quase totalmente perdido e muito menos conhecido, deixa mais claro que este herói era mesmo bissexual. É-nos então contado que um dia o herói viu Troilo, um jovem filho do rei Príamo de Tróia, e se apaixonou por ele, mas que, incapaz de consumar a sua paixão, acabou por matá-lo. Já não temos um conhecimento totalmente directo desse episódio dos mitos gregos, mas pelo menos sabemos que o herói tinha paixão por ambos os sexos.

Aquiles e Ulisses

7- Aquiles também teve uma dispusta com Ulisses

Se a querela entre Aquiles e Agamémnon nos é muito famosa da Ilíada, um breve instante da Odisseia também revela que o mesmo herói também teve uma disputa com Ulisses, relativamente à forma como a cidade de Tróia podia ser conquistada. Já cá falámos desse episódio anteriormente, mas essencialmente o primeiro defendia um recurso às armas, enquanto que o segundo advogava o uso de estratagemas. Recorde-se, nesse contexto, que se até não sabemos quem ganhou essa disputa, foi o estratagema do Cavalo de Tróia que acabou por levar à conquista da cidade.

 

8- Aquiles defrontou muitos outros adversários poderosos

O relato da Ilíada, possivelmente o mais famoso que nos chegou, faz do combate entre Aquiles e Heitor o pináculo de toda a trama. Porém, quando o herói acabou por derrotar esse grande filho de Príamo, esse não foi o final das suas aventuras guerreiras. Posteriormente, viria também a defrontar em combate Pentesileia e Mémnon, adversários igualmente poderosos e que vieram de terras distantes para proteger a cidade de Tróia. Venceu-os a todos, mas não sem antes aprender, com esse derradeiro opositor africano e filho da Aurora, que até os filhos das deusas podiam morrer.

O Calcanhar de Aquiles

9- Não sabemos como Aquiles morreu

Por muito famosa que agora seja a expressão Calcanhar de Aquiles, nas fontes literárias mais antigas não existem quaisquer provas directas de que a famosa flecha tenha morto este herói. Tirou-lhe a sua famosa velocidade - recorde-se até os "pés velozes" que muito o caracterizavam nos Poemas Homéricos - mas não é certo que o tenha morto, apesar de algumas fontes mais tardias mencionarem que a flecha estava envenenada.

 

10- A morte de Aquiles não terminou a sua aventura

Após a morte deste herói ele ainda interviu, ainda que de forma mais indirecta, em alguns episódios. Sabemos que Tétis lhe conduziu um enorme funeral, talvez até o maior de toda a Mitologia Grega, e que os seus restos mortais foram associados aos de Pátroclo. Sabemos que Ulisses e Ájax disputaram as armas do herói, e que o seu filho, Neoptólemo, também combateu em Tróia. E sabemos, além disso, que após a conquista de Tróia o fantasma de Aquiles se dirigiu aos seus antigos companheiros, exigindo o sacrifício de Políxena no seu túmulo, talvez em virtude do episódio que unia ambos a Troilo.

Mas essas já são histórias para outro dia... por hoje, aqui fica o mito de Aquiles em 10 curiosidades ligadas ao famoso herói.

~~~~~~~ ~~~~~~~ ~~~~~~~
Gostas de mitos, lendas, livros pouco conhecidos e curiosidades?
Podes receber as nossas publicações futuras por e-mail ou no Twitter!
~~~~~~~ ~~~~~~~ ~~~~~~~